22.5.12









mais um dia que começa e a vontade de fazer o que quer que seja é praticamente nula. a noite foi difícil. o miúdo anda com terrores nocturnos e ontem consegui arranjar uma insónia de 3 horas [MEDO!!!]. foi de gritos. pai adoentado, mãe cansada e com coisas para fazer e o miúdo numa loucura que ninguém se entendia. às tantas já estava com os cabelos em pé e sem saber o que fazer. ele soluçava, gritava, sei lá o que mais. reacção à mãe papá, reacção ao pai mamã. nem ele próprio sabia o que queria. foi horrível. sentámo-nos no cadeirão e acabou por adormecer. assim que o punha na cama, lá vinha a gritaria e o desespero, como que a cama o torturasse de alguma forma! mais um colinho e uns mimos, mas o desespero de não conseguir ter paciência já se fazia sentir. e as lágrimas escorriam-lhe pela cara abaixo como se toda a sua vida fosse colocada em causa pelo facto de voltar para a sua pequena cama. [meu Deus, já não sei o que hei-de fazer. vou deixar-te chorar! mas não aguento por muito tempo; as minhas visceras contorcem-se e queimam-me por dentro]. preciso de uns minutos. preciso de me organizar. e nem nada. acabámos os três juntos, mas a gritaria e o desespero virou farra! e a soneira era mais que muita, mas os olhinhos pequenos e azuis do céu teimavam em fechar-se e o espírito em acalmar. o leite quente também não funcionou - não o quiseste tomar nem por nada. a melodia que há uns tempos te acalmava e te fazia dormir na paz e na tranquilidade, fez-te dançar! lá tiveste que ir para o sofá com o papá. pelos vistos acabaste por adormecer e ficaste tranquilamente até às 6 da matina, altura em que voltaste aos gritos e a chamar por mim. mais um despertar desorganizado, com gritos e choros e baba e ranho e sei lá mais o que, que me desorganizaram também. lá veio o papá para salvar a pátria e tentar acalmar-te, mas de início, nem assim. haja disneychanel para diminuir a tua ansiedade, mais um prato de pápamulticereais. uma muda de fralda, o vestir e o preparar-te para a creche. mas não sem uns minutos de brincadeira prévios à saída e mais uma muda de fralda, porque o senhor instestino resolveu fazer das suas. só quando te estava a vestir novamente resolveste fazer as pazes comigo e mimar-me como se nada se tivesse passado. de beijos a abraços, passando por turras e por festinhas, lá sorriste gigantescamente para mim e me chamaste mamã como só tu sabes chamar. e tudo acabou bem. a entrada na creche foi pacífica e o dia já sorriu para mim, mas não sem antes me ter recrimidado pela quantidade de disparates que me passam pela cabeça de cada vez que me desoriento e desorganizo com a desorganização das minhas vísceras e das minhas funções vitais. enfim... isto é de facto uma odisseia [por vezes penosa] que vou  passando quando o comboio descarrila.

2 comentários:

belle du jour disse...

essas noites são de louuucoooosss! de nos deixar em exaustão completa. o meu gritava que se matava na hora de adormecer e depois andava aos pontapés e cabeçadas a noite toda. ainda hoje, ele já com 7 anos, eu sinto os efeitos de eu não ter dormido durante tanto tempo e de continuar a dormir muito mal. um beijinho Lili

Lili disse...

MEDO!!! isto com o meu piolho é recente, ainda não consegui descurar se se passa alguma coisa, tipo dentes (outra vez) ou se são cólicas ou fome ou sustos... enfim! espero que não seja para durar! we'll see. obrigada querida. beijinho